quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

ONU

onu1
Em entrevista à rádio da ONU, a assistente de recrutamento internacional do Programa de Voluntários das Nações Unidas referiu que é difícil encontrar profissionais que falem português e, por isso, há várias oportunidades em aberto.
As Nações Unidas procuram, preferencialmente, pessoas qualificadas em medicina, ciências, engenharias ou mesmo profissionais especializados em apoio logístico ou administrativo para missões de paz. Os interessados devem ter uma idade igual ou superior a 25 anos e experiência de, pelo menos, dois anos na área para a qual se estão a candidatar.
A ONU oferece aos voluntários recrutados uma bolsa de deslocação no início do programa e uma bolsa mensal de estadia (Volunteer Living Allowance) que cobre as despesas diárias, sendo ainda dada uma ajuda de custo para reinserção no final do voluntariado. As viagens entre o país de origem e o país da missão são também asseguradas.

Candidatura

Os interessados poderão inscrever-se no Programa de Voluntariado da ONU
candidate-se aqui



sábado, 16 de dezembro de 2017

Para o maior numero em Portugal

O que é Microeconomia?
De Mike Moffatt , ex-Guia About.com



O que é Microeconomia? Como eu o definiria

Grosso modo, microeconomia lida com decisões econômicas feitas em um nível baixo, ou micro,. Mais precisamente, eu definiria microeconomia como "a análise das decisões tomadas por indivíduos e grupos, os fatores que afetam as decisões e como essas decisões de efeito outros". decisões microeconômicas por ambas as empresas e os indivíduos são motivados por considerações de custo e benefício. Os custos podem ser tanto em termos de custos financeiros , tais como os custos médios fixos e custos variáveis ​​totais, ou podem ser em termos de custos de oportunidade , que consideram alternativas precipitada. microeconomistas considerar questões como "O que determina o quanto o consumidor vai economizar?" "Quanto deve um produto da empresa, dadas as estratégias de seus concorrentes estão usando" e "Por que as pessoas compram tanto seguros e bilhetes de loteria?"

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Dispensa de Contribuições para a Segurança Social

As empresas usufruem da dispensa de pagamento de contribuições para a Segurança Social relativas à contratação de desempregados inscritos no centro de emprego há 12 meses (assim como de jovens com mais de 18 anos, à procura do primeiro emprego, inscritos pelo mesmo tempo).
A Segurança Social dispensa o pagamento das habituais contribuições de 23,75% às empresas, durante um máximo de 36 meses, mas mantêm-se os 11% de contribuições a cargo do trabalhador.
Para este apoio são considerados também os desempregados inscritos no centro de emprego há 12 meses, mesmo que tenham tido contratos de trabalho a termo neste tempo, por períodos inferiores a 6 meses, cuja duração conjunta não ultrapasse 12 meses.
As candidaturas são feitas através do serviço Segurança Social Direta ou nos serviços da Segurança Social da área da sede da empresa, com apresentação do requerimento Mod.GTE1-DGSS.
Os documentos devem ser entregues pelo empregador no mês seguinte ao da celebração do contrato.

O que é a medida Contrato-Emprego?

É uma medida de apoio à contratação de desempregados inscritos no IEFP, que substitui a iniciativa Estímulo-Emprego. Por cada contrato celebrado (sem termo ou a termo certo com um mínimo de 12 meses), as empresas recebem um apoio público. O montante a receber varia de acordo com o tipo de contrato e o perfil do desempregado. A medida foi publicada do Diário da República a 18 de janeiro (Portaria n.º 34/2017).

Que empresas podem beneficiar da medida Contrato-Emprego?

Qualquer empresa, empresário em nome individual ou organização sem fins lucrativos, desde que tenha a situação tributária e contributiva regularizada (incluindo empresas em processo especial de revitalização). Ficam excluídas empresas com salários em atraso, com histórico de condenação em matéria de direito laboral ou em situação de incumprimento com o IEFP no que diz respeito a apoios financeiros.

Qual o montante a ser pago por cada contrato?

As verbas pagas pela contratação de desempregados dependem, sobretudo, do tipo de contrato. Assim, se contratar um desempregado com um contrato sem termoa empresa irá receber 3.791,88 euros (9 x IAS). Tratando-se de um contrato a termo certo (mínimo de 12 meses), o apoio baixa para 1.263, 96 euros (3 x IAS).
O que é o IAS?
O IAS (Indexante dos Apoios Sociais), é um referencial que determina o cálculo e a atualização de vários apoios sociais. Atualmente o IAS equivale a 421,32 euros

domingo, 13 de agosto de 2017

COMO DESEMPREGAR........

As novas regras determinam que haja uma redução temporária de 50%, durante cinco anos, da taxa contributiva para a Segurança Social da responsabilidade das entidades empregadoras que contratem jovens à procura do primeiro emprego e durante três anos caso sejam contratados desempregados de longa duração.

Além disso, haverá também uma isenção total do pagamento de contribuições, durante um período de três anos, em caso de contratação de desempregados de muito longa duração.
Este novo regime de incentivos aplica-se apenas aos contratos de trabalho sem termo e introduz o designado “conceito de portabilidade”, que transfere o benefício do incentivo também para o trabalhador ao prever que este seja atribuído ao trabalhador independentemente das entidades empregadoras que o contratem sem termo, mediante determinadas 

ONU

Em entrevista à rádio da ONU, a assistente de recrutamento internacional do Programa de Voluntários das Nações Unidas referiu que é difíc...